A sacizada no bloco Amigos do Saci

Este domingo já se fez tão lindo com o bloco “Amigos do saci”, que manifestou toda a graça da criançada (entre elas jovens e adultos) que percorreram, em bloco, sob a magia cativante de seus gorros avermelhados em ladeira-abaixo e acima, com uma perna só, Saltitando e saltitando e seguindo a canção… Fazendo a alegria que contagiava a muitos, no bairro do Parque Aliança –  uma das periferias do município de Ribeirão Pires, SP.

O Saci Urbano usou da conveniencia e fez a sua aparição, saudando toda a sacizada que chegava junto para se multiplicar no bloco.

 Unidos sobre uma, todos aprontaram suas estripulias para o uso do bom-senso.  As pessoas chegavam com suas expressões um tanto curiosas, porém, maravilhadas, ouvindo o burburinho que ecoava: Sací!…Sací!…Sací, pererêe! E o bloco dava a volta em todo o quarteirão para se firmar e reafirmar como patrimônio da cultura popular.

O Bloco Amigos do Saci é um projeto da Associação Ribeirão Pirense de Cidadãos Artistas (ARCA), com a proposta de realizar oficinas de “bonecos de Olinda” com as crianças de comunidades do município. O projeto tem a parceria da Associação dos moradores do Parque Aliança (A.M.A.R) no que funciona um pequeno ponto de cultura do Bairro. Com a orientação do educador e artista plástico Rafael Clemente (ARCA), as crianças aprendem a produzir o boneco do começo ao fim, desde  a reciclagem do papel, latas  até as roupas  e a estrutura que o sustenta, tal como uma atividade socio-cultural que inspiram outras dezenas de crianças que chegam ansiosas para fazerem parte dessa brincadeira, totalmente educativa. Sendo assim, o bloco Amigos do Saci há de fazer muitas aparições ao longo desse futuro que já se faz presente.

É possível acreditar visualizando as fotos abaixo > > > > > >

Chegando o bloco amigos do saci

subindo a ladeira>

Rafael Clemente (ARCA) bloco amigos do saci

>

ciranda do saci

É o Saci Urbano!

 Qual o brasileiro que ainda não conhece a imagem do saci? 

Os mitos e lendas de todos os sacis, uma vez publicado impressos em folhas e/ou expressos ao vento pela oralidade do “griô brasileiro”, sempre foram relacionados ao meio rural e as florestas do interior do Brasil, e agora, também será referente ao meio urbano,  por todos os sobreviventes dessa selva de pedras, na qual, aqui, a chamamos de “Urbanidade”. 

Saci urbano em SBC_01 

 Urbanidade”

 

O concreto no lugar da terra  
O prédio no lugar da árvore
O lixo futurista – altamente tóxico – no lugar dos rios e lagos 
Escurecendo o céu de [cinzas] que deveria estar azul 
Junto, o aglomerado de pessoas
Provocando a miscigenação involuntária que invoca à violência 
Primeiro, pelos homens de colarinho
Segundo, pelos homens armados 
E depois, pelos homens ignorantes 
Todos, porém, inscientes do seu estado ordinário
Aprendizes do mau trato à vida.
Orgulhosos da própria insanidade
Felizes, por serem infelizes.
 
Isso tudo é a “Urbanidade”
Onde nos localizamos e constantemente reclamamos.
Mas enquanto a nossa juventude
Não abriremos mão dessa Urbanidade
Pois somos os filhos pródigos desse caos moderno.
 

saci urbano São Bernardo do campo, AV. Getúlio Vargas-b
E o “Saci Urbano” que está em meio a tudo isso, aparece nos muros das metrópoles em forma de protesto, fazendo as suas estripulias para o uso-do-bom-senso.

Este é o Saci Urbano! 

 

aparições->->->->->->->->->->->->->->->->->->->->->